Inicio » , , , » EUA: Explorando o famoso Parque Nacional de Yellowstone

EUA: Explorando o famoso Parque Nacional de Yellowstone

Um show da natureza no primeiro parque nacional do mundo


O Yellowstone foi o primeiro parque nacional do mundo e é tão antigo que já foi cenário de vários desenhos animados que marcaram minha infância, principalmente sendo o lar o urso Zé Colmeia e o Catatau. Explorar o parque é realizar um sonho de criança mas também é a oportunidade de ver de perto um dos lugares mais impressionantes de fenômenos naturais. Grande parte do parque está sobre a Caldeira Yellowstone, o maior vulcão do continente que se encontra adormecido.


COMO CHEGAR?

Dormi na noite anterior em Jackson City, no estado do Wyoming, dentro do carro em um estacionamento grátis, no final da Wildlife Dr. Veja aqui o local de pernoite no Google Maps. Durante toda a road trip usei o App Google Maps do smartphone com o GPS da rede de dados do Easysim4u para me orientar. Depois de tomar o café da manha no McDonald´s com hambúrgueres de 2 USD, segui mais 130 km (80 milhas) até o Parque de Yellowstone, cerca de 2 horas de viagem. O Parque tem 4 entradas, sendo que minha rota vinha do sul, sendo necessário passar por dentro do Grand Teton National Park. Para quem tempo, vale a pena passar um dia visitando este parque também cheio de natureza. Uma informação importante: para chegar no Yellowstone pelo Teton será necessário pagar a taxa de entrada em ambos os parques (35 USD cada), exceto se você tiver o America the Beautiful Passes.

A entrada em Yellowstone custa 35 dólares por carro (agosto 2018)


GRANT VILLAGE VISITOR CENTER

A entrada pelo portão sul dá acesso ao principal centro de visitantes. Ali existem rangers (os guardas dos parques americanos) disponíveis para dar informações gerais do parque e atualizar os horários previstos para a erupção dos gêiseres que são monitorados. Além disso, também é possível parar para descansar à beira do Lago Yellowstone. Muita gente recomenda separar dois dias para explorar todo o parque que é gigantesco, tendo 230 km todo o circuito que dá a volta em Yellowstone, mas como eu só tinha 1 dia no meu roteiro, defini as principais atrações deste circuito e fui explorando até o pôr do sol. Mais informações no link https://www.nps.gov/yell/index.htm

Vista do calmo Lago Yellowstone


Uma tela exibe o tempo para as erupções dos gêiseres


WEST THUMB

Traduzido literalmente como "polegar oeste", fica perto do centro de visitantes de Grant Village, a apenas 3 km. Recebeu esse nome pois, se olhar a foto aérea do Lago Yellowstone, ele parece uma mão esquerda e essa parte parece um dedo polegar. Perto do estacionamento existe uma lojinha de lembranças onde é possível comprar spray para afastar ursos, isso mesmo! O parque recomenta ter esse spray caso os visitantes faças trilhas longas no interior da mata. A West Thumb, na verdade, é uma região bem movimentada e longe da população de ursos. As atrações no local são as diversas e coloridas fontes termais, sendo a maioria proibida para banhos (o que seria letal).

Histórica estação de rangers em West Thumb


Spray para a proteção contra ursos


Área cercada de piscinas termais borbulhantes


Piscinas possuem diferentes cores


Um passeio suspenso facilita o acesso de cadeirantes


Algumas piscinas era usadas para cozinhar peixes pescados


OLD FAITHFUL

Seguindo pelo sentido horário do circuito de Yellowstone por 30 km (19 milhas) cheguei no Old Faithful, o mais famoso e potente gêiser do parque. É uma das atrações mais imperdíveis e um símbolo de Yellowstone. Por ser tão popular, possui um amplo estacionamento e é lotado de pessoas. Há também restaurantes, lojas e até um hotel. O gêiser principal entra em erupção a cada 90 min aproximadamente, e quando cheguei ela acabara de acontecer. Para passar o tempo, fui explorar os arredores que está cheio de belas fontes termais borbulhantes. Perto do horário da nova erupção, retornei cedo para pegar um bom lugar e assistir ao show.

A área é cercada de trilhas e natureza


Nos arredores do gêiser principal existem várias fontes termais


O gêiser de Old Faithful entra em erupção a cada 90 min aproximadamente


Finalizando a visita às atrações de Old Faithful, parei no carro para almoçar (feijão e frango enlatado) e segui na estrada do parque rumo ao norte e parando em algumas atrações. Havia obra no caminho e o trânsito ficou parado um tempo, mas tudo bem sinalizado pelos funcionários.

O almoço foi econômico: latas de feijão e frango em conserva


As estradas que já são bem pavimentadas estavam em obras para manutenção


ARTISTS PAINTPOTS

Trilha de 1,6 km para vistar uma área hidrotermal com fontes e lama esfumaçante. Não achei grande coisa, mas para quem tem tempo, vale a pena conhecer. A trilha tem acessibilidade para cadeiras de rodas. 

Artists Paintpots é uma área hidrotermal


ROARING MOUNTAIN

Outra parada na interessante montanha esfumaçante que libera gases ácidos. A cor branca é formada pela existência do microorganismo Sulfolobus Acidocaldarius, um dos poucos possíveis de sobreviver em ambiente ácido. Devido ao local hostil, o mirante fica longe da montanha. 

Parece neve, mas é resultado da liberação de gases ácidos


MAMMOTH HOT SPRINGS

Depois de completar 80 km rodados desde Old Faithful, passando pelos distritos de Madson e Norris, cheguei no extremo norte do circuito da estrada que circunda o Yellowstone. O distrito de Mammoth abriga a sede do parque e os impressionantes terraços de calcita chamados de Mammoth Hot Springs. Esta área tem inúmeros serviços além dos edifícios administrativos do parque, como restaurantes e hotéis. As características hidrotermais deste lugar são bastante diferentes de outras partes do parque, pois as formações de travertino crescem muito mais rápido do que as formações de sinterização, devido à natureza mais macia do calcário. À medida que a água quente sobe através do calcário, grandes quantidades de rocha são dissolvidas pela água quente, e um mineral branco calcário é depositado na superfície.

Plataformas suspensas permitem os visitantes a caminharem sobre as lajes


Mammoth Hot Spring tem uma característica térmica única na área do parque


Rochas são dissolvidas pela água quente e criam essas formas


Os terraços de calcita floresceram com água até o final dos anos 70, mas estão secas no momento.

Piscinas formadas nas formações feitas de calcário


A localização das nascentes e a taxa de fluxo mudam diariamente


Na parte mais alta, a fumaça também flui debaixo da formação


CANYON VILLAGE

Ao deixar Mammoth, passei pelo distrito de Tower-Roosevelt, onde fica a junção para o Lamar Valley, um dos melhores lugares do parque para observar a vida selvagem. Percebi que várias pessoas paravam o carro ao longo da estrada e ficavam observando com binóculos em bisca de ursos, alces e lobos. Eu não teria tempo de seguir para o interior de Lamay Valley, logo peguei a estrada ao sul rumo a Canyon Village. Foram 60 km (37 milhas), cerca de 1h10, até este local onde está localizado o Grand Canyon do Yellowstone e oferece acesso a lindos mirantes naturais com vistas de cachoeiras do Rio Yellowstone.

O Grand Canyon Yellowstone deixa evidente o motivo do nome do parque (pedra amarela)


Mirante chamado Brink of Lower Falls


A altura do cânion varia de 240 a 360 metros aproximadamente


Este é um dos mirantes mais espetaculares do parque


Outro mirante próximo, chamado Grand View, permite ver a Lower Falls de frente


Continuando de carro um pouco mais ao sul está a entrada para o mirante de Upper Falls (quedas mais altas) que fica a 109 metros de altura. Começou a escurecer e segui com atenção pela estrada rumo a saída leste do parque, passando pelo Hayden Valley, outro local muito recomendado para observar a vida selvagem no parque. O limite de velocidade dentro do parque deve ser respeitado para evitar acidentes com animais atravessando a pista.

Mirante de Upper Falls


Parei no centro de visitantes do distrito chamado Fishing Bridge para ir ao banheiro e jantar (uma lasanha enlatada!) e depois segui para saída leste do parque. Foram 48 km (30 milhas) desde Canyon Village. Continuei dirigindo na estrada já escura rumo à cidade de Cody onde eu pernoitaria dentro do carro no estacionamento do supermercado Walmart. Veja a localização no Google Maps.


MAPA DO PARQUE YELLOWSTONE

Clique aqui para ver e baixar o mapa oficial detalhado do parque.



MEU ROTEIRO


Roteiro completo: MISSÃO OESTE AMERICANO

Próximo: DEVILS TOWER


Siga A Mochila e o Mundo:





Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Anterior Proxima Página inicial

Reservas na Asia

trazy.com

Promoção! Reserve aqui

Booking.com

Se inscreva no canal

Clique aqui para seguir no

Pesquise o seu destino aqui

Booking.com

Leia Também

Viagens pelo Mundo

Sobre o autor

Sobre o autor
Renan tem 36 anos, é carioca, mochileiro, torcedor do Botafogo, historiador e arqueólogo amador. Gosta de viajar, fazer trilhas, academia, ler sobre a história do mundo e os mistérios da arqueologia, sempre comparando os lados opostos de cada teoria. Cada viagem que faz é fruto de muito planejamento e busca conhecer o máximo de lugares possíveis no curto período que tem disponível. Acredita que a história foi e continua sendo distorcida para beneficiar alguns grupos, e somente explorando a verdade oculta no passado é que se consegue montar o quebra-cabeça do mundo.

Total de visualizações