Inicio » , , , » Chapada das Mesas: O Encanto Azul e o Poço Azul em Riachão

Chapada das Mesas: O Encanto Azul e o Poço Azul em Riachão

Poços naturais do Rio Cocal com uma coloração impressionante


Depois de explorar as cachoeiras da região da Pedra Caída, peguei 137 km de estrada pela Transamazônica (BR-230) até o município de Riachão-MA, que engloba algumas das atrações mais famosas e imperdíveis da Chapada das Mesas: o Encanto Azul, o Poço Azul e a Cachoeira de Santa Bárbara. 


ONDE FICAR?

A maioria dos visitantes da Chapada fica em Carolina-MA e faz um tour de um dia (ida e volta) para Riachão. Além de ser cansativo dirigir tanto (ou pagar um tour caro e passar horas na estrada), esse tipo de visitante não vive a atmosfera da pequena cidade de Riachão e tem que conhecer as atrações com tempo controlado. Por isso, planejei pernoitar na cidade para aproveitar melhor o dia de explorações. Cheguei em Riachão por volta das 19h00 e minha opção foi a Pousada Alvorada

Pousada Alvorada vista de cima pelo drone


Fui recebido pelo Seu Zeca Bola, o proprietário da pousada, um senhor bem simpático que já vive naquela região a bastante tempo e me proporcionou um bom papo sobre a cidade. A pousada era tudo que eu esperava para viver aquele clima "raiz" de cidade do interior. Todas os quartos possuem ar condicionado e banheiro privativo, alguns com frigobar. Também oferece Wi-Fi, estacionamento e café da manhã regional. Um ambiente simples, familiar, silencioso e tranquilo. Recomendo! A reserva na Pousada Alvorada pode ser feita através do telefone (99) 99989-5390 / Whatsapp (99) 98818-1079 (pode falar que conheceu a pousada no site A Mochila e o Mundo 😉). A pousada também tem página no Facebook e Instagram: @alvorada.r. Veja a localização no Google Maps.

A pousada fica na Travessa José Sarney nº 120, em Riachão-MA


Tive um boa conversa com Seu Zeca Bola sobre a região


Quartos bem limpos com ar condicionado e Wi-Fi


Banheiro privativo nos quartos


CENTRO DE RIACHÃO

Antes de começar o dia de explorações pelas belezas naturais de Riachão, passei primeiro no centro da cidade para conhecer e fazer umas compras no mercado para encher o carro com comida para os deslocamentos. É aquele tipo de cidadezinha do interior com uma pracinha e uma igreja matriz. Tudo bem cuidado, vale uma visita!

Praça central da pequena cidade de Riachão


Vale a pena conhecer a vida de interior


ENCANTO AZUL

De Riachão, a estrada é asfaltada até a bifurcação para o Poço Azul. A partir deste ponto a estrada é de terra, mas apesar da poeira, estava em bom estado, sendo acessível tranquilamente para carros de passeio. Foram 26 km até o estacionamento do Poço Azul. Deixei o Poço Azul para mais tarde e continuei por mais 6 km até o Encanto Azul. Tempos atrás a estrada era de areia e só era possível chegar de veículo 4x4, porém a prefeitura jogou piçarra na pista e dá pra carro de passeio comum. Para entrar no Encanto Azul foi cobrada uma taxa de R$ 30 (dezembro/2019). Estudantes e professores pagam meia. Veja a localização no Google Maps.

Parte do deslocamento é feito em estrada de terra acessível com carros de passeio


Atrás do estacionamento do Poço Azul está a placa indicando o caminho para o Encanto Azul


O Encanto Azul é um poço de beleza sensacional que chega a 6 metros de profundidade, mas também tem uma parte rasa que é acessível para crianças e quem não sabe nadar. A água é cristalina e tem uma temperatura agradável. O mais impressionante é o efeito azul na água quando os raios do sol incidem no poço, aproximadamente entre 11h e 14h. Foi o lugar que considerei ser o mais bonito da Chapada das Mesas. Dica: levar óculos para mergulho (snorkel) e bóias para quem não sabe nadar.

Próximo ao poço existe uma prateleira para deixar os pertences pessoais


Parte do Encanto Azul é rasa e favorável para quem não sabe nadar


O efeito azul fica mais incrível nos horários em que o sol incide na água


Foi o lugar que eu achei mais bonito na Chapada, talvez por estar pouco frequentado


Vale a pena levar máscara e snorkel para mergulhar


POÇO AZUL

A próxima parada foi no Complexo do Poço Azul, um dos mais bem estruturados e famosos da Chapada das Mesas. A entrada custou R$ 60 (dezembro/2019) e dá direito a uma trilha com passarelas de madeira que levam a diferentes cachoeiras, como a dos Namorados, Santa Paula e Santa Bárbara. Porém, a principal atração é o Poço Azul com suas águas cristalinas que formam uma piscina natural com mais de 5 metros de profundidade e uma coloração azul-esverdeada cercada por pequenas cachoeiras e com a presença de pequenos peixes. Outras atrações pagas à parte são: Tirolesa (R$ 50) e Rapel/Cachoeirismo (R$ 120). Professores e estudantes pagam meia na entrada. Veja a localização no Google Maps.

O Poço Azul é uma das atrações mais populares da Chapada


Assim como no Encanto Azul, o Poço Azul entrega uma pulseira de controle após pagar a entrada


Passarelas de madeira levam até as cachoeiras e ao Poço Azul


A Cachoeira de Santa Paula não é tão bonita quanto às demais atrações do Complexo


O emblemático Poço Azul de Riachão


Cachoeira do Poço Azul



CACHOEIRA DE SANTA BÁRBARA

A Cachoeira de Santa Bárbara é a queda d´água mais bonita do complexo com 75 metros de altura. Para chegar perto dela é preciso atravessar uma ponte pênsil num cenário cinematográfico. No local também está a Gruta de Santa Bárbara que possui uma imagem da santa relacionada a tempestades, raios e trovões. Fica a apenas 5 min andando a partir do Poço Azul.

O acesso até a cachoeira se faz por uma ponte suspensa


A Cachoeira de Santa Bárbara possui 75 metros


A entrada na gruta também é feita por uma ponte


Imagem de Santa Bárbara na gruta


Na volta, eu fiz um vôo com drone na isolada Cachoeira dos Namorados


PARTIDA PARA ITAPECURU

Fiquei no Complexo do Poço Azul até seu fechamento por volta das 17h. Depois disso, peguei a estrada por 100 km (1h 30 min) pela Transamazônica (BR-230) até o povoado de Itapecuru onde estaria meu próximo objetivo da viagem. Me hospedei na Pousada Ribeiro. Mais detalhes no próximo post sobre Itapecuru.

Pôr do Sol na estrada rumo à Itapecuru


MEU ROTEIRO

Anterior: PEDRA CAÍDA

Roteiro completo: CHAPADA DAS MESAS

Próximo: ITAPECURU



Siga A Mochila e o Mundo:





Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Anterior Proxima Página inicial

Reservas na Asia

trazy.com

Promoção! Reserve aqui

Booking.com

Se inscreva no canal

Clique aqui para seguir no

Pesquise o seu destino aqui

Booking.com

Leia Também

Viagens pelo Mundo

Sobre o autor

Sobre o autor
Renan tem 37 anos, é carioca, mochileiro, torcedor do Botafogo, historiador e arqueólogo amador. Gosta de viajar, fazer trilhas, academia, ler sobre a história do mundo e os mistérios da arqueologia, sempre comparando os lados opostos de cada teoria. Cada viagem que faz é fruto de muito planejamento e busca conhecer o máximo de lugares possíveis no curto período que tem disponível. Acredita que a história foi e continua sendo distorcida para beneficiar alguns grupos, e somente explorando a verdade oculta no passado é que se consegue montar o quebra-cabeça do mundo.

Total de visualizações