Inicio » , , , , » Cuba: Cienfuegos, a cidade de passado francês na ilha cubana

Cuba: Cienfuegos, a cidade de passado francês na ilha cubana

A cidade apelidada de "Pérola do Sul" e com arquitetura bem preservada


Minha primeira parada na exploração pelo interior de Cuba foi a pequena cidade de Cienfuegos que fica em uma baía no lado sul da ilha e possui arquitetura herdada da colonização francesa ocorrida no século 19, por isso, ganhou o apelido de “Pérola do Sul”. Muitos franceses fugiram para Cuba após a independência do Haiti, ilha vizinha. Foi fundada em 1819 e é Patrimônio Mundial da UNESCO.


COMO CHEGAR?

Em Havana, peguei um colectivo (táxi de lotação) em frente ao Terminal de Ônibus Nacionais. É fácil identificar os táxis, que ficam gritando o nome do destino até lotar o carro. Custou 15 CUC por pessoa. O colectivo saiu às 8h00 de Havana e chegou às 11h00 em Cienfuegos. Foram 230 km de viagem por estradas vazias e cheias de outdoors com mensagens sobre a Revolução Cubana.

Placa na entrada da cidade: "Cienfuegos sem falhar a revolução"


ONDE FICAR?

Fiquei hospedado na casa da Familia Cienfueguera que fica em uma área bem localizada próxima ao Paseo El Prado, sendo uma distância média entre o centro histórico e a Punta Gorda, dois locais de interesse para se visitar. A casa é simples mas não falta nada, inclusive privacidade no quarto disponibilizado para mim com banheiro privativo. Tudo por 7 dólares pagos através do Booking.com. Ainda oferece almoço (5 CUC) e café da manhã (3 CUC) de maneira farta!

Lembranças da revolução em monumento da cidade


Quarto bem limpo e arrumado na casa da Familia Cienfueguera 


Almoço farto por apenas 5 CUC (5 dólares)


PASEO EL PRADO

O Paseo El Prado é uma cópia menor da rua do mesmo nome de Havana. Esta rua percorre um longo passeio central cercado de belas casas antigas de uma época próspera da cidade. É o melhor lugar para caminhar em direção ao Malecón ou em direção ao centro histórico

O Paseo El Prado e seus casarões antigos


PALACIO DE VALLE

Do Paseo El Prado, caminhei por menos de 3 km até chegar em Punta Gorda, o bairro da antiga elite de Cienfuegos, com suas casas de madeira e belos palácios. O mais bonito é o Palacio de Valle em forma de um casbá marroquino.

O Palacio de Valle é o mais interessante de Punta Gorda


CENTRO HISTÓRICO

Caiu uma chuva forte e eu voltei à casa da família cubana para almoçar. Mais tarde, retornei às ruas para continuar a exploração, dessa vez em direção ao centro histórico de Cienfuegos. Essa parte da cidade é melhor preservada, com construções restauradas e algumas (poucas) lojas para turistas.

Esperei a chuva passar para visitar o centro histórico da cidade


Havanatur, uma das agências estatais de turismo


O ponto principal do centro histórico é a Plaza José Martí, nome do mártir da independência cubana. Ao redor da praça estão as principais construções históricas de Cienfuegos, como a Catedral de la Purisima Concepcion, o Palacio Ferrer, o Museo Provincial e o Arco do Triunfo, o único de Cuba!

Estátua de José Martí no meio da praça


O imponente Museu Provincial


Palacio Ferrer e sua fachada azul e com a interessante torre


O único Arco do Triunfo do país, dedicado aos heróis da independência de Cuba


Um bêbado se meteu na foto em frente à Catedral de la Purisima Concepcion 😂


No centro também há uma feirinha de artesanatos com algumas lembranças de Cuba. Como o capitalismo é "bloqueado" no país, não tem muita opção de lojas e barracas para os turistas. Mesmo assim é possível achar uns artigos interessantes.

Feira de artesanatos bem discreta


Viva la revolución! #sqn


Outra coisa que me chamou a atenção nesse meu primeiro destino em Cuba foi uma farmácia localizada no centro histórico. Apesar de estar numa região bem desenvolvida da cidade, a farmácia caía aos pedaços e não tinha quase nada de medicamentos. Tudo bem que a indústria farmacêutica é dominada pelos americanos, mas Cuba costuma comprar medicamentos da Rússia e da China, porém, a última coisa que aquilo parecia era ser uma farmácia...

Sim, isto é uma farmácia cubana


Como os médicos cubanos conseguem trabalhar num país com escassez de medicamentos assim?


OUTRAS ATRAÇÕES

Uma outra atração que pesquisei na cidade seria o Cementerio de la Reina. Acho que fui no cemitério errado, pois este não tem nada de interessante e ainda perdi 1 CUC para uma mulher que estava cobrando entrada. Entrei numa furada, mas pelo menos tive a oportunidade de andar por ruas mais próximas da realidade do povão.

Povo se aglomerando para conseguir comprar algum produto escasso que chegou


"O que estou fazendo aqui?"


Outra atração de Cienfuegos, mas que não tive tempo de visitar, foi o Castillo de Jagua. Para chegar lá, é preciso tomar uma balsa nas docas. A viagem custa 1 CUC e dura 40 minutos. Os horários de saída são às 8h, 13h e 15h30 e os barcos de volta saem do castelo às 6h, 10h e 15h. Caminhando cerca de 20 min desde o castelo, se chega na Ciudad Nuclear. São usinas construídas através de um consórcio entre Cuba e União Soviética. A construção foi criticada pelos EUA e acabou abandonada por falta de recursos financeiros depois do colapso do comunismo. Os estrangeiros não podem visitá-la, mas podem vê-la à distância.

Horário das balsas para o Castillo de Jagua


MALECÓN

No final da tarde, segui para o Malecón, um calçadão com muretas que beiram a Baía de Cienfuegos. Foi lá que tive a melhor experiência na cidade. Apesar do clima chuvoso que dominou o dia, as nuvens abriram e permitiram um espetáculo de cores durante o pôr do sol. Programa imperdível para quem vai visitar Cienfuegos!

É obrigatório assistir o pôr do Sol no Malecón de Cienfuegos 


JANTAR

Para jantar de maneira econômica, tentei fazer como sempre, achar uma pizzaria barata! Cuba foi o primeiro lugar do mundo que tive dificuldade de achar uma pizzaria. Depois de procurar bastante e de me informar, descobri o Restaurante Gardenia. A pizza básica custa 2,00 CUC e se paga os complementos. Coloquei alho (0,50) e tomate (0,75) e custou um total de 3,25 CUC por uma pizza média!!! Bom negócio!

Pizza barata, só não tem proteína disponível


PARTIDA PARA TRINIDAD

No dia seguinte, após tomar um café da manhã engrenado por 3 CUC, parti em direção ao meu próximo destino: a cidade de Trinidad. Para conseguir transporte, no dia anterior fui até o terminal de ônibus local e negociei com taxistas que ficam em frente oferecendo vagas nos colectivos. A maioria dos carros saem pela manhã e voltam à tarde. Reservei a vaga no colectivo que me buscou de manhã na porta da casa onde eu estava. Apesar do cartão de visitas tosco do taxista, tudo foi feito de maneira honesta e o pagamento só foi realizado quando eu embarquei no carro.

Café da manha servido na casa da Familia Cienfueguera


Teria coragem de pegar um táxi com cartão assim???


No dia seguinte, o colectivo me buscou em casa pontualmente 


Tive meu primeiro contato com um carro dos anos 50


É claro que eu tive que testar a experiência de ser o motorista 😎


MEU ROTEIRO

Anterior: DICAS E CUSTOS

Roteiro completo: MISSÃO CUBA

Próximo: TRINIDAD


Siga A Mochila e o Mundo:





Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Anterior Proxima Página inicial

Reservas na Asia

trazy.com

Promoção! Reserve aqui

Booking.com

Se inscreva no canal

Clique aqui para seguir no

Pesquise o seu destino aqui

Booking.com

Leia Também

Viagens pelo Mundo

Sobre o autor

Sobre o autor
Renan tem 37 anos, é carioca, mochileiro, torcedor do Botafogo, historiador e arqueólogo amador. Gosta de viajar, fazer trilhas, academia, ler sobre a história do mundo e os mistérios da arqueologia, sempre comparando os lados opostos de cada teoria. Cada viagem que faz é fruto de muito planejamento e busca conhecer o máximo de lugares possíveis no curto período que tem disponível. Acredita que a história foi e continua sendo distorcida para beneficiar alguns grupos, e somente explorando a verdade oculta no passado é que se consegue montar o quebra-cabeça do mundo.

Total de visualizações