Inicio » , , , , » Tailândia: O polêmico Tiger Kingdom em Chiang Mai

Tailândia: O polêmico Tiger Kingdom em Chiang Mai

O zoológico que os turistas procuram para tirar fotos com os tigres


Este é um dos lugares polêmicos da Tailândia que recebe críticas pela possibilidade de haver maus-tratos com os animais. Outra suposta denúncia é que os tigres são sedados para que os turistas paguem para fotografar ao lado deles nas jaulas. Eu sempre ouvi diferentes pontos de vista sobre esse assunto e quis conhecer de perto para saber o que realmente se passa neste zoológico e poder opinar sobre a situação dos animais. Vou explicar como o Tiger Kingdom (Reino do Tigre) funciona e o que eu observei sobre a realidade do lugar.

Vale a pena sustentar um lugar assim para tirar fotos para o Instagram?


COMO CHEGAR?

O Tiger Kingdom fica a 15 km de Chiang Mai e, para chegar lá, não existem linhas de transporte público. A opção é contratar um transfer que é oferecido nas diversas agências de tour da cidade. O preço foi de 100 baht (ida e volta) por pessoa em dezembro/2016.

Recepção do Tiger Kingdom


VISITAÇÃO

O Tiger Kingdom funciona diariamente de 8h às 18h. Existe a possibilidade de apenas ver os animais dentro das jaulas como em um zoológico comum (250 baht, em 2016) ou entrar nos recintos e ter contato direto com os tigres, acariciando e tirando fotos ao seu lado. Os tigres são divididos por idade (tamanho) para determinar os preços: Giant Tiger; Big Tiger; Tigre médio; Tigre pequeno; Tigre Branco e filhote. Há uma taxa extra para usar um fotógrafo profissional do zoo, mas você pode usar sua própria câmera e o treinador que te acompanha no recinto tira as fotos sem nenhum custo extra. Os preços atualizados estão no site https://www.tigerkingdom.com/chiangmai .

Cada tipo de tigre é classificado pelo tamanho e idade


TIGER KINGDOM

Afinal, qual é a realidade desse zoológico? Antes de qualquer "pré-conceito", primeiramente vamos entender a sua proposta. O Tiger Kingdom é um zoológico bem estruturado e que "vende seu peixe" afirmando que o trabalho visa a educação das pessoas sobre os tigres para a sua preservação. Entender o animal seria uma forma de evitar a sua caça e o extermínio.

O Tiger Kingdom tem uma estrutura de zoológico


Em cada jaula existe uma placa com informações detalhadas sobre os tigres


E a denúncia de que os animais vivem sedados para permitir as fotos dos turistas? A resposta foi uma surpresa para mim. Os condutores afirmaram que os tigres não eram sedados! Explicaram que o tigre é naturalmente um animal que passa o dia inteiro dormindo ou descansando e que é ativo somente à noite para caçar. Eles também explicaram que, tendo sido criados em cativeiro desde filhotes, eles se acostumaram ao contato com humanos e que, especialmente antes da visita dos turistas, eles são bem alimentados.

Os condutores afirmam que os tigres não são sedados. Será verdade?


Também afirmam que os tigres são mansos porque foram criados em cativeiro desde filhotes


Clínica e maternidade para tigres. Aparentemente, os animais são bem cuidados


FOTOS COM OS TIGRES

Mas será que o tratamento que eles alegam com os animais realmente é verdade? Para tirar a prova, fui ver de perto como funciona o procedimento de tirar fotos com os tigres. Paguei apenas para fotografar com um tigre médio (o mais barato!). É possível também transitar e observar outras pessoas tirando fotos com os tigres.

O condutor entra primeiro no recinto com o animal


Depois de posicionar o tigre, ele dá as orientações


No mesmo recinto haviam dois tigres, um comigo e o condutor e outro como outro condutor e turistas. Ambos os condutores portam apenas uma vara de bambu, mas em momento nenhum eu vi eles batendo no animal, usavam apenas para levantar a cabeça do tigre para as fotos. Ele primeiro posiciona o animal e depois orienta que eu me aproxime por trás. O tigre estava bem devagar, comportamento diferente do que se espera de um felino ágil como ele. Por várias vezes ele deitava e dormia. Era difícil de acreditar que isso era um comportamento natural e que ele não estava sedado.

Por segurança, a aproximação é feita por trás do animal


Era difícil de engolir a história de que o tigre não estava sedado


Posso estar errado, mas acho difícil um tigre apresentar tanta sonolência em contato com as pessoas, mesmo sendo um animal de hábitos noturnos. Acho que a maior prova que tive que esse "sono" não é normal foi ao observar os filhotes. Os tigrezinhos não conseguiam nem levantar a cabeça. Os condutores sacudiam brinquedos para o filhote ficar atento. Eles levantavam a cabeça e olhavam como se estivessem bêbados, logo depois deitavam de novo.

Observei de longe o tratamento para tirar fotos dos filhotes com turistas


CONCLUSÃO DO QUE OBSERVEI

Eu não sou radical com lugares que usam animais para o turismo e acho errado o comportamento das pessoas que agem com radicalismo ao falar sobre esse assunto ou condenar quem tira fotos em zoológicos. Gosto de animais e sei que é possível criá-los em cativeiro sem maus-tratos. Cada caso é um caso e é preciso avaliar as condições do lugar, o tratamento do animal e o seu histórico. No Brasil, já presenciei reservas ecológicas e quartéis do Exército que possuíam onças que eram apreendidas de contrabandistas quando filhotes e foram criadas em cativeiro. Tal atitude preservou a vida do animal que não teria condições de viver sem a mãe e que perdeu o instinto da caça. Os animais eram bem alimentados, recebiam bom atendimento veterinário e eram adaptados e felizes à realidade do cativeiro. O custo de se manter um animal assim é caro, por isso, muitos são exibidos em zoo para que sejam sustentados com dinheiro do ingresso. É possível ter animais bem cuidados em zoológicos como também é possível que sejam maltratados e mau alimentados. Cada caso é um caso.

O Tiger Kingdom é um lugar bom ou ruim para os tigres?


No caso do Tiger Kingdom, eu entendi a proposta do lugar e observei que o zoológico tem uma boa estrutura de limpeza, organização, cuidados veterinários e os animais aparentavam estar bem alimentados. Também vi treinadores realizando atividades físicas com eles, sacudiam varas com folhas para eles brincarem (como gatos!) e nadavam em uma piscina. Se esses tigres foram retirados de seus habitats naturais para serem criados no zoo, sou contra. Sobre o fato de não sedarem os animais, isso me pareceu mentira. Acho que os animais recebem sedativos para o momento das fotos pois estavam muito "molengas" e com uma sonolência muito estranha. Essa é minha opinião.

Treinadores praticando atividades físicas com os tigres


O comportamento sonolento durante as seções de fotos sugere que eles são sedados


Outra questão a se considerar sobre os zoológicos é que eles não são as melhores condições para um animal viver, considerando suas características e comportamento natural, por isso, o modelo ideal para educar as pessoas sobre animais selvagens é o safári, muito comum nos países africanos e que deveria ser popularizado no mundo. É claro que, como eu falei, existem casos em que os animais são apreendidos de caçadores ou contrabandistas, e acabam sendo criados em cativeiro. Como cada caso é um caso, devemos analisar e não agir com histeria sobre o assunto. No caso do Tiger Kingdom, é bom analisar o que eu observei e tomar a sua decisão antes de visitar. Qual a sua opinião?

Manter os animais presos em jaulas não é a forma correta de cuidar


Essa história de que os tigres não eram sedados não estava me cheirando bem!


Se for para tirar foto para o Instagram, que seja assim: é uma placa!


Cabe a você analisar essas informações e tomar a decisão mais ética


VEJA O VÍDEO

Assista as imagens dessa aventura no YouTube e aproveite para se inscrever no canal e deixar seu like 👍!



CUSTOS (dezembro/2016)

- Transfer ao Tiger Kingdom (ida e volta) - 100 baht
- Foto com o tigre médio - 700 baht


MEU ROTEIRO

Anterior: CHIANG MAI

Roteiro completo: MISSÃO TAILÂNDIA-CAMBOJA

Próximo: DOI SUTHEP



Siga A Mochila e o Mundo:






***A mochila Deuter Transit 50l utilizada nesta viagem foi patrocinada pela Sub Sub Equipamentos de Aventura. Confira abaixo o código promocional exclusivo para seguidores do blog A Mochila e o Mundo. Leia aqui o regulamento.


Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Anterior Proxima Página inicial

Promoção! Reserve aqui

Booking.com

Se inscreva no canal

Pesquise o seu destino aqui

Booking.com

Leia Também

Viagens pelo Mundo

Sobre o autor

Sobre o autor
Renan tem 38 anos, é carioca, mochileiro, torcedor do Botafogo, historiador e arqueólogo amador. Gosta de viajar, fazer trilhas, academia, ler sobre a história do mundo e os mistérios da arqueologia, sempre comparando os lados opostos de cada teoria. Cada viagem que faz é fruto de muito planejamento e busca conhecer o máximo de lugares possíveis no curto período que tem disponível. Acredita que a história foi e continua sendo distorcida para beneficiar alguns grupos, e somente explorando a verdade oculta no passado é que se consegue montar o quebra-cabeça do mundo.