Inicio » , , , , » Tailândia: Doi Suthep, o Templo da Montanha em Chiang Mai

Tailândia: Doi Suthep, o Templo da Montanha em Chiang Mai

O templo budista mais visitado nos arredores da cidade


O Wat Phrathat Doi Suthep é um dos principais templos de Chiang Mai, localizado a 1.073 m de altitude nas encostas do Doi (Monte) Suthep. Foi construído em 1383, a lenda diz que foi graças a um elefante branco que sua localização foi estabelecida.

Estátuas de divindades nas montanhas de Doi Suthep


COMO CHEGAR?

O templo fica a 16 km da cidade de Chiang Mai e a maneira mais econômica de chegar lá é pegar um songthaew (espécie de tuk tuk coletivo) que parte de alguns pontos da cidade, como a parada de ônibus no portão norte da cidade (Chang Puak), na Universidade de Chiang Mai e no zoológico de Chiang Mai. Eu peguei na parada de Chang Puak e custou 50 baht (só ida) em dezembro/2016. Tem que aguardar o carro lotar com 8 a 10 passageiros. O processo de retorno é semelhante, embora seja muito mais fácil reunir 10 pessoas em pouco tempo e compartilhar a tarifa. Também é possível fechar um táxi por 500 baht (ida e volta) ou 300 baht (só ida). Veja o itinerário no Google Maps.

Pequenas tailandesas de tribos das montanhas


Ao chegar e desembarcar do songthaew, existem lojinhas de artesanato e o caminho para um parque. Lá está uma longa escadaria de 350 degraus com imagens de serpentes (nagas) que descem do templo. A subida é longa, mas tranquila. Existe a opção de subir de teleférico para quem é sedentário ou tem problema de saúde para encarar a escada, que percorre um túnel de chapa metálica (sem vista). Entrar no Doi Suthep é gratuito para tailandeses e 30 baht para estrangeiros. Mulheres só podem entrar com joelhos e ombros tampados (alugam-se saias e panos por 10 baht).

Escadaria formada por duas serpentes


WAT PHRATHAT DOI SUTHEP

Este é um templo imperdível para visitar em Chiang Mai. Diz a lenda que, durante o período de Lanna Thai, em 1383 d.C., um monge chamado Sumanaost encontrou uma relíquia óssea que ele acreditava pertencer ao próprio Buda. Depois de levá-la para a cidade, deixou no templo Wat Suan Dok Maik. A relíquia se dividiu em duas partes e o Rei Kue Na decidiu manter uma na cidade e procurar outro local para a segunda peça. Ele a colocou nas costas de um elefante branco que, depois de percorrer a encosta da montanha e chegar a um local adequado, soprou a tromba e circulou três vezes, ajoelhou-se e morreu, o que foi interpretado como um sinal de lugar auspicioso para a construção do templo. É uma lenda meio louca, mas é isso aí mesmo!

Monges budistas de Doi Suthep


Construções em estilo tradicional e bem preservadas


Estátua de Buda no interior do templo


As nagas, serpentes mitológicas nas escadarias do templo


Uma das atrações do templo é o mirante com vistas incríveis de Chiang Mai. Mas seu maior destaque é o chedi banhado a ouro (monumento construído sobre os restos mortais de uma pessoa importante na religião budista). Nos dias claros, é possível ver o chedi dourado a partir da cidade.

Vista da cidade de Chiang Mai a partir do mirante


Chedi dourado de Doi Suthep


Na área de Wat Phrat Doi Suthep existe um grande pagode dourado de 20 metros e também possui a figura do famoso elefante branco da lenda. Nos arredores do templo, pode-se observar vários conjuntos de estátuas e murais que representam as cenas da vida de Buda e de outras divindades. Também tem um pequeno museu que conta a história da construção do templo. No feriado de Visaka Bucha, em junho/julho de cada ano, é tradição que as pessoas caminhem do zoológico ao templo, fazendo peregrinação até o topo, o que leva cerca de 4 a 5 horas.

Um deus elefante não podia faltar num lugar que surgiu com a lenda do elefante branco


Divindades hindus como a deusa Kali também são encontradas no templo


Figuras simpáticas de monges budistas


Diferentes imagens de budas no complexo


Uma capela budista


Pátio ao redor do chedi


Ao redor do chedi existem várias imagens de budas, de todos os tipos e formas


Uma imagem de buda feita de pedra, provavelmente de jade


Buda reclinado, de pé, sentado e com a presença de nagas (serpentes)


Um time de budas decorando a área


Mais uma estátua diferente do convencional fazendo seu mudra (posição de meditação)


VEJA O VÍDEO

Assista as imagens dessa aventura no YouTube e aproveite para se inscrever no canal e deixar seu like 👍!



CUSTOS (dezembro/2016)

- Songthaew coletivo (ida) - 50 baht
- Entrada no templo - 30 baht
- Almoço Hot dog - 20 baht
- Songthaew coletivo (volta) - 60 baht


MEU ROTEIRO

Anterior: TIGER KINGDOM

Roteiro completo: MISSÃO TAILÂNDIA-CAMBOJA

Próximo: MUAY THAI



Siga A Mochila e o Mundo:







***A mochila Deuter Transit 50l utilizada nesta viagem foi patrocinada pela Sub Sub Equipamentos de Aventura. Confira abaixo o código promocional exclusivo para seguidores do blog A Mochila e o Mundo. Leia aqui o regulamento.


Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Anterior Proxima Página inicial

Promoção! Reserve aqui

Booking.com

Se inscreva no canal

Pesquise o seu destino aqui

Booking.com

Leia Também

Viagens pelo Mundo

Sobre o autor

Sobre o autor
Renan tem 38 anos, é carioca, mochileiro, torcedor do Botafogo, historiador e arqueólogo amador. Gosta de viajar, fazer trilhas, academia, ler sobre a história do mundo e os mistérios da arqueologia, sempre comparando os lados opostos de cada teoria. Cada viagem que faz é fruto de muito planejamento e busca conhecer o máximo de lugares possíveis no curto período que tem disponível. Acredita que a história foi e continua sendo distorcida para beneficiar alguns grupos, e somente explorando a verdade oculta no passado é que se consegue montar o quebra-cabeça do mundo.