Inicio » , , , » Teresópolis-RJ: Trilha das Torres de Bonsucesso

Teresópolis-RJ: Trilha das Torres de Bonsucesso

Trilha até o alto do incrível paredão de pedras com vista para o Vale do Lúcio


Assim como o Chile tem suas famosas Torres del Paine, o Brasil também possui montanhas que se assemelham a torres para que observa de longe. Apesar de não serem tão famosas quanto suas vizinhas, a trilha até as Torres de Bonsucesso, em Teresópolis-RJ, também garante paisagens espetaculares. Localizada na região do Parque Estadual dos Três Picos (PETP), esta montanha é composta por 3 "torres" principais: a Torre Maior (2.000 m), a Torre Central (1.860 m) e o Ferro de Passar Roupa (1.630 m). Outra vantagem é que a trilha pode ser feita em um único dia!


COMO CHEGAR?

Apesar de estarem localizadas na área do Parque Estadual dos Três Picos, o acesso às Torres de Bonsucesso não é feito pela entrada principal do parque. Para chegar lá é necessário ir até o distrito de Bonsucesso em Teresópolis (daí o nome das torres!), que fica a 135 km desde o centro do Rio de Janeiro (cerca de 2 h 20 min de carro) ou 37 km do centro de Teresópolis (1 hora de carro). Em Bonsucesso não há placas indicando o caminho até o início da trilha, deve-se seguir pela rua José Manoel Rodrigues, entre o posto de gasolina e a igreja. Seguindo a rua até o final do asfalto existe um bar vermelho. Ao lado do bar, pega-se um curto trecho de rua de terra do lado direito, um pouco ruim, mas o carro não precisa ter tração 4x4. Veja no Google Maps.

Entrada pela rua ao lado da Paróquia Nossa Senhora do Bom Sucesso


De frente para o bar, siga pelo lado direito


Trecho curto e erodido de terra, mas é possível acessar com qualquer carro


No final da rua de terra existe uma área de plantações. Existe ali um estacionamento particular em que é cobrado R$ 20 por carro (junho/2018). Deixei o carro ali e segui a pé até o final da rua que segue em direção às Torres de Bonsucesso. O caminho termina num terreno particular de livre acesso. Ali havia um reservatório de água, cabanas e até um viveiro de galinhas. Do lado do reservatório está a porteira que dá acesso à área do parque e onde começa a trilha. 

O início da trilha é na região de lavoura do Vale do Lúcio


Um estacionamento particular cobra R$ 20 por carro


Local de reservatório de água onde está a porteira de início da trilha


TRILHA DAS TORRES DE BONSUCESSO

Comecei a trilha por volta das 10h00. Não há guarda-parques controlando o acesso e nem cobrança de taxas de entrada. O começo talvez seja a parte mais confusa devido à existência de outras trilhas que se cruzam, mas com essa dica não tem erro: seguir o caminho marcado por fitas coloridas colocadas para ajudar na orientação.

Em alguns pontos existem fitas ajudando a marcar o caminho


A trilha começa num trecho de mata fechada e sombra


Em alguns pontos a mata se abre e a gente dá de cara com as torres


A trilha é subida o tempo todo e o caminho até a Torre Central tem 3 km aproximadamente. Nos primeiros 1,5 km a trilha percorre a mata fechada, com sombra, e o desnível é mais leve mas depois aumenta. Ao ficar alto a mata fechada dá lugar à vegetação mais baixa, composta com capim navalha e samambaias. Nesse trecho existem bons mirantes das torres e da paisagem ao redor. A subida dura em torno de 3 horas num ritmo tranquilo. Atentar pois existem cobras nessa região.

Quanto mais alto se chega, a vegetação começa a ficar baixa


Vários mirantes privilegiados permitem a vista das torres...


... e também do Vale do Lúcio


FERRO DE PASSAR ROUPA

A trilha entre a vegetação fica para trás e passa por um trecho de pedras até alcançar o lugar chamado Ferro de Passar Roupa. Neste ponto estamos a 1.630 metros de altitude. É possível ter uma bela vista 360 graus das torres e o Vale do Lúcio. Fiz uma parada para comer o lanche que eu havia trazido na mochila. A laje de pedra do Ferro de Passar Roupa forma uma cobertura abaixo como uma gruta onde há espaço para acampar (provavelmente é contra as normas do parque). Também é possível subir na pedra achatada que está de pé.

Parede de pedra que marca o "Ferro de Passar Roupa"


Vários lagartos vivem naquelas lajes de pedras


MIRANTE DA TORRE CENTRAL

Seguindo pela trilha se chega numa bifurcação em que a esquerda é a subida para o mirante e à direita continua o caminho para a Torre Central. A subida até o mirante não é longo, porém é íngreme e cheia de erosão. Do alto se tem uma das melhores vistas da Torre Central.

Vale a pena a subida até o mirante


A imponente Torre Central, o cartão postal das Torres de Bonsucesso


PEDRA ENTALADA

Desci o mirante e peguei a trilha que segue em direção à Torre Central. Ela passa beirando o paredão e depois sobe pela mata baixa, com várias orquídeas no caminho. Ao se aproximar do paredão da Torre Central já é possível avistar um dos lugares mais incríveis da trilha: a Pedra Entalada. Para aqueles que quiserem arriscar, é possível subir na pedra e ver o abismo sob seus pés.

A trilha continua até a Torre Central. De longe é possível ver a Pedra Entalada


A Pedra Entalada: tem coragem?


CUME DA TORRE CENTRAL

Mais uma subida pela trilha e se chega no alto da Torre Central que, apesar de não ser a elevação mais alta, é a mais icônica das Torres de Bonsucesso. Fica a aproximadamente 1.860 metros do nível do mar e tem cerca de 800 metros de elevação desde o início da trilha. Cheguei no final da tarde e tive uma incrível vista das montanhas de Teresópolis. Para quem conhece as formações rochosas de Teresópolis, dá para brincar adivinhando qual é qual.

Vista panorâmica do Vale do Lúcio e das montanhas de Teresópolis


Para fins de planejamento, a trilha consome em torno de 7 horas do seu dia (ida e volta), porém fiquei mais tempo pois não perdi a oportunidade de fazer várias fotos e ainda terminar o dia com o pôr-do-sol sobre as montanhas de Teresópolis. 

Fiquei até o horário do pôr-do-sol 


Depois deste trecho, a trilha desce até um córrego e sobe para alcançar a Torre Maior (2 km de altitude). Não fui até elas pois, pelo que eu pesquisei, a parte mais bonita e tradicional da trilha é até o topo da Torre Central. Mas para quem quiser, coloque mais 2 horas no planejamento e paciência para encarar a trilha um pouco chata (bambuzal e fechada) que em certo trecho alguns usam até ajuda de corda para chegar na Torre Maior. Também existem as chamadas "Torres Ocultas" nas elevações opostas àquela da Torre Central.


TORRES DE BONSUCESSO NO YOUTUBE

Assista ao vídeo do trekking nas Torres de Bonsucesso e não esqueça de se inscrever no canal A Mochila e o Mundo clicando neste link.



VEJA TAMBÉM



Siga A Mochila e o Mundo:





Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Anterior Proxima Página inicial

Reservas na Asia

trazy.com

Promoção! Reserve aqui

Booking.com

Se inscreva no canal

Clique aqui para seguir no

Pesquise o seu destino aqui

Booking.com

Leia Também

Viagens pelo Mundo

Sobre o autor

Sobre o autor
Renan tem 36 anos, é carioca, mochileiro, torcedor do Botafogo, historiador e arqueólogo amador. Gosta de viajar, fazer trilhas, academia, ler sobre a história do mundo e os mistérios da arqueologia, sempre comparando os lados opostos de cada teoria. Cada viagem que faz é fruto de muito planejamento e busca conhecer o máximo de lugares possíveis no curto período que tem disponível. Acredita que a história foi e continua sendo distorcida para beneficiar alguns grupos, e somente explorando a verdade oculta no passado é que se consegue montar o quebra-cabeça do mundo.

Total de visualizações