Inicio » , , , , , » Tailândia: Wat Pho, o mais exuberante templo de Bangkok

Tailândia: Wat Pho, o mais exuberante templo de Bangkok

A beleza e a importância histórica tornam este templo uma atração imperdível


Visitei templos muito bonitos desde o norte da Tailândia, mas realmente não tem como comparar com a beleza do Wat Phra Chettuphon Wimon Mangkhlaram Ratchaworamahawihan. Pois é, esse é o nome oficial deste templo. É tão complicado que acabou sendo resumido para Wat Pho. Além de possuir um gigantesco Buda Reclinado, o templo também é famoso por reunir a maior coleção de estátuas de Buda da Tailândia e ter sido a primeira universidade pública do país.


COMO CHEGAR?

O templo fica na área turística de Bangkok, entre o Gran Palace e o Museu King Rama IV. Para quem vem de barco, a estação para desembarque é a Tha Tien. Como eu estava hospedado na região das ruas Rambutri e Khao San, fui caminhando mesmo por 2 km, passando ao lado do Gran Palace que seria meu destino na volta. Veja a localização aqui.

Entrada do complexo de templos


O complexo de Wat Pho funciona de 8h00 às 18h30, e o ticket de entrada custou 100 bath (dezembro 2016). Ali também funciona um serviço de massagem que é considerado o berço da tradicional massagem tailandesa. Está aberto de 8h00 às 17h00. Para informações atualizadas sobre Wat Pho, acesse o site (em inglês) http://www.watpho.com/plan.php


BUDA RECLINADO

A grande atração de Wat Pho é literalmente grande. Apesar deste não ser um centro de peregrinação, é um dos lugares que recebe mais visitantes e mantém fé popular. Há uma celebração anual para o Buda Reclinado no festival Songkran (ano novo), em abril. A estátua é uma das maiores figuras de Buda da Tailândia, medindo 15 m de altura e 46 m de comprimento.

Multidões de turistas e fiéis disputam espaço para ver o Buda


O Buda Reclinado mede 46 metros de comprimento


As solas dos pés do Buda medem 3 m de altura por 4,5 m de comprimento, e são feitas de madrepérola


Buda apoia a cabeça em dois travesseiros decorados com mosaicos de vidro


O Buda Reclinado e seu templo foram levantados pelo Rei Rama III (1832). A posição reclinada representa a entrada de Buda no estado de Nirvana e o fim de todas as reencarnações. Por ser um lugar sagrado, não é recomendado entrar com roupas curtas, ombros expostos e de sapatos. Para quem está com roupas assim, pode pegar um roupão verde para cobrir o corpo na entrada. Existe um ritual de doação em que o penitente coloca uma moedinha em cada vaso, fazendo seus pedidos enquanto passa. Se você não tem tanta moeda assim, pode trocar sua nota de 20 baht no próprio templo.

Posto de "venda" de moedinhas para a doação


O fiel passa colocando as moedas, fazendo pedidos e orações


Roupões para cobrir o corpo. Uma cor que evita que alguém esqueça de devolver no final


CENTRO DE CONHECIMENTO

Uma curiosidade é que o Wat Pho foi concebido para servir como um local de educação para o público em geral. Uma enciclopédia foi gravada nas suas paredes, cobrindo oito áreas temáticas: história, medicina, saúde, costume, literatura, provérbios, lexicografia e religião budista. A Wat Pho Thai Tradicional Medical and Massage School foi a primeira escola de medicina tailandesa aprovada pelo Ministério da Educação tailandesa, e uma das escolas mais antigas de massagem. Cursos de massagem tailandesa ainda são realizados e estes podem durar semanas ou um ano.

Estátuas dos gigantes de Wat Pho


Entrada de um dos halls de conhecimento


Estátua de um ser mitológico


O tradicional Buda gordo e sorridente...


Já nessa estátua, o Buda parece passar mal do estômago


Existem inscrições médicas e ilustrações colocadas em vários edifícios em torno do complexo de templos que servem de instruções para massagistas tailandeses. São 60 placas mostrando os pontos de pressão utilizados na massagem tailandesa tradicional.

Pontos de pressão terapêuticas e inscrições medicinais


Crianças recebendo educação religiosa acompanhadas de um monge


CHEDIS DA REALEZA

Esta é uma das partes mais espetaculares do complexo, com chedis medindo 42 metros de altura. São dedicados aos quatro primeiros reis. O primeiro, com mosaicos verdes, foi construído por Rama I para abrigar os restos do grande Buda de Ayutthaya, que foi queimado pelos birmaneses para remover seu revestimento de ouro. Outros dois foram construídos por Rama III, um em azulejos brancos, para manter as cinzas de seu pai Rama II, outro em amarelo, para si mesmo. Um quarto chedi azul foi construído para Rama IV.

Os chedis chegam a 42 metros de altura


Todos são ricamente decorados com azulejos coloridos


Caminhar entre estes chedis é uma experiência única


O hall chamado Phra Rabiang preserva centenas de estátuas de Budas


PHRA UBOSOT

O edifício central do complexo é o Ubosot, a sala de ordenação utilizada para rituais budistas e seu lugar mais sagrado. Foi construído pelo rei Rama I no estilo de Ayutthaya. Foi o último templo que entrei antes de finalizar minha exploração nesse importante complexo.

Um dos maiores e mais importantes edifícios religiosos do complexo


Interior do Phra Ubosot


Dentro do ubosot há uma estátua dourada feita de ouro e cobre


MAPA DE WAT PHO



MEU ROTEIRO

Anterior: BANGKOK

Roteiro completo: MISSÃO TAILÂNDIA-CAMBOJA

Próximo: GRAND PALACE



***A mochila Deuter Transit 50l utilizada nesta viagem foi patrocinada pela Sub Sub Equipamentos de Aventura. Confira abaixo o código promocional exclusivo para seguidores do blog A Mochila e o Mundo. Leia aqui o regulamento.
Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Anterior Proxima Página inicial

Reservas na Asia

trazy.com

Promoção! Reserve aqui

Booking.com

Se inscreva no canal

Clique aqui para seguir no

Pesquise o seu destino aqui

Booking.com

Leia Também

Notícias de Viagens

Viagens pelo Mundo

Sobre o autor

Sobre o autor
Renan tem 35 anos, é carioca, mochileiro, torcedor do Botafogo, historiador e arqueólogo amador. Gosta de viajar, fazer trilhas, academia, ler sobre a história do mundo e os mistérios da arqueologia, sempre comparando os lados opostos de cada teoria. Cada viagem que faz é fruto de muito planejamento e busca conhecer o máximo de lugares possíveis no curto período que tem disponível. Acredita que a história foi e continua sendo distorcida para beneficiar alguns grupos, e somente explorando a verdade oculta no passado é que se consegue montar o quebra-cabeça do mundo.

Total de visualizações