Inicio » , , , , » Ilha de Páscoa: Tahai, o sítio de moai que fica perto da cidade

Ilha de Páscoa: Tahai, o sítio de moai que fica perto da cidade

Lugar ideal para conhecer os moai e assistir o pôr-do-sol


Na volta do Museu Rapa Nui para a cidade de Hanga Roa, aproveitei para explorar o complexo de Tahai. Por ficar ao lado do museu, vale a pena planejar combinar uma visita ali. Este seria o primeiro conjunto de ahu (plataforma de moai) que eu veria na ilha, pois é o que se localiza mais perto da cidade (cerca de 15 min andando). Foi uma das primeiras partes da ilha que foram povoadas.

A entrada é livre apesar da roleta


Localização do complexo do Ahu Tahai


Restaurado pelo arqueólogo americano William Mulloy entre 1968 e 1974, o complexo compreende três ahu principais, vistos nessa ordem de norte a sul: Ko Te Riku (com os olhos restaurados), Tahai e Vai Ure. É um dos melhores lugares na ilha para assistir o pôr-do-sol, porque o sol desce logo atrás dos moai.

O complexo de ahu bem próximo do centro urbano


AHU KO TE RIKU

É uma estátua bem conservada de moai colocada em plataforma individual. Tem na cabeça um pukao (chapéu) e é uma das únicas da ilha que possui os olhos. Esses olhos que parecem que te observar são, na verdade, réplicas de achados na praia de Anakena em 1978 e expostos no Museu Rapa Nui.

Ahu Ko Te Riku é um exemplo de moai completo


AHU TAHAI

Uma estátua moai única e grande, um pouco desgastada, mas na maior parte intacta, sem pukao em sua cabeça. Lembre-se, Tahai é também o nome deste complexo, não apenas deste ahu.

O ahu que dá nome ao complexo


AHU VAI URE

Às vezes chamado de Ahu Uri Vai ou Ahu Vai Vai A Ure ou Ahu A Uri... tanto faz, este é um exemplo de ahu único mas com múltiplas estátuas, possuindo 5 das quais apenas uma está quase inteiramente intacta, as outras estão bastante danificadas. Um dos moai está sem cabeça e mal pode ser reconhecido, outros 3 estão com parte da cabeça quebrada.

A única plataforma com 5 moai do complexo Tahai


A cabeça dessa estátua foi quebrada na diagonal


Além de proporcionar a visita aos moai, o complexo também possui um bom local para se banhar sob o olhar desses gigantes de pedra. Uma antiga rampa de canoas entre dois ahu forma uma "praia" atualmente, mas não pense que vai encontrar areia... é feita de pedra vulcânica! 

A praia na verdade é uma antiga rampa de canoas construída pelos Rapa Nui


Do lado direito está o Ahu Ko Te Riku observando tudo com seus olhos


CURIOSIDADES DO SÍTIO

A grande atração do complexo é sem dúvida os ahu, mas vou mostrar aqui alguns detalhes pouco percebidos pelos turistas e que você não vai ver em nenhum outro site. O espaço é um sítio arqueológico de um centro cerimonial Rapa Nui, que ainda possui moai caídos no chão, afastados dos ahu, sendo um deles bem diferente, com rosto arredondado. 

Um moai que não foi levantado durante a restauração do complexo em 1968


Cabeça de moai com traços arredondados, fora do padrão comum


Um símbolo fálico dos Rapa Nui. Eu não consegui perder a piada, mesmo considerada de mau gosto



Apesar da proximidade com o perímetro urbano, é um lugar excelente para dar uma volta no final da tarde e observar paisagens e alguns animais que vivem soltos na ilha. Algo bem comum de se achar na Ilha de Páscoa são cães da raça Pastor Alemão soltos, vivendo livremente pela ilha. 



Cemitério inaugurado em 1951 com lápides de pedra vulcânica


Cavalos que vivem livremente também passam no meio do complexo Tahai


Cães pastores vivendo a liberdade na Ilha de Páscoa


O passeio também vale a pena pelo litoral com vistas sensacionais


As ondas quebram nas pedras de formação vulcânica


ESCULTURAS RECENTES

No caminho de retorno para o centro de Hanga Roa existem diversas esculturas feitas por artistas modernos, a maioria descendente dos Rapa Nui, que enfeitam a orla marítima. São reproduções da arte antiga dos moai, além de outras estátuas baseadas na mitologia da ilha.

Cópia de uma estátua moai que permite fotos mais aproximadas dos turistas


Dá até para bater um papo frente a frente com os moai


Representação do moai de Orongo que se encontra no Museu Britânico, em Londres


Arte com simbologia Rapa Nui


Até um moai caído é representado de forma que se pode até subir ou sentar em cima


Ainda encontrei a nossa bandeira num restaurante ali por perto


MEU ROTEIRO

Anterior: MUSEU RAPA NUI

Roteiro completo: MISSÃO ILHA DE PÁSCOA

Posterior: ORONGO


Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Anterior Proxima Página inicial

Reservas na Asia

trazy.com

Promoção! Reserve aqui

Booking.com

Se inscreva no canal

Clique aqui para seguir no

Pesquise o seu destino aqui

Booking.com

Leia Também

Notícias de Viagens

Viagens pelo Mundo

Sobre o autor

Sobre o autor
Renan tem 35 anos, é carioca, mochileiro, torcedor do Botafogo, historiador e arqueólogo amador. Gosta de viajar, fazer trilhas, academia, ler sobre a história do mundo e os mistérios da arqueologia, sempre comparando os lados opostos de cada teoria. Cada viagem que faz é fruto de muito planejamento e busca conhecer o máximo de lugares possíveis no curto período que tem disponível. Acredita que a história foi e continua sendo distorcida para beneficiar alguns grupos, e somente explorando a verdade oculta no passado é que se consegue montar o quebra-cabeça do mundo.

Total de visualizações