Turquia: Dicas de transporte

Saiba como utilizar os meios de transporte disponíveis no país


Diferente de muitos países, o transporte público municipal e intermunicipal "funciona" de verdade na Turquia. Cidades maiores como Istambul, Ankara e Eskisehir possuem linhas de metrô modernas e que permitem o deslocamento fácil pela cidade. Quanto mais perto do ocidente, mais se encontram cidades com variedade de opções de transporte.


METRÔ

Uma coisa boa (boa para nós brasileiros que somos governados por sanguessugas corruptos... para outros povos isso é normal) é que, nas cidades que possuem metrô, existem estações dentro do aeroporto (havalimani em turco). Exemplos disso é Istambul e Ankara. De lá se pode deslocar para vários pontos da cidade, inclusive a rodoviária (Otogar em turco). Onde não tem estação de metrô, tem o Tram (espécie de VLT – Veículo Leve sobre Trilhos) e também o Funicular (também um pequeno metrô que vai e volta em certo itinerário). Geralmente não funcionam de 00h00 às 06h00.

No exemplo de Istambul, logo na saída do saguão de desembarque do Aeroporto Ataturk Internacional, existem placas que guiam até a estação de metrô. Siga as placas “Metro Hafif” e desça a escada para embarcar no subsolo. Para comprar a passagem, existem dois meios: o Istanbulkart (um cartão em que se coloca crédito) e o Jeton (ficha de passagem única que custa 3 LT). A vantagem do Istanbulkart é que o valor da passagem cai quase pela metade e ainda vale para as integrações com o Tram. Dependendo da quantidade de integrações que se faz, o valor da passagem recebe mais descontos. Por exemplo, da estação A para B debita 1,95 LT, e se eu for de B para C, o crédito debitado é ainda menor. Sem o Istanbulkart, você teria que comprar um Jeton (3 LT) de A para B e mais um Jeton (3 LT) de B para C, ou seja, 6 LT só nessa brincadeira!

Jeton (acima) e Istanbulkart (abaixo)


Para comprar o Istanbulkart se faz direto na máquina próxima a roleta do metrô. O cartão custa 10 LT (já vem com um crédito de 4 LT). A dificuldade que tive foi que a máquina não aceita moedas e somente alguns valores de cédulas. Como eu tinha acabado de sacar no caixa ATM, só haviam notas de 100 LT. O caixa só aceitava notas de 5, 10 e 20 LT. Tive que trocar num mercadinho próximo e voltar para inserir a nota. O Jeton também se compra numa máquina, um pouco diferente. Aceita moedas e dá troco, porém não aceita notas altas. 

Não se assuste ao usar as máquinas com menus e avisos em turco. Observe um tempo as pessoas usando e depois faça sua tentativa!

Para se deslocar em Istambul, siga o mapa do metrô abaixo:



PONTOS TURÍSTICOS/INTERESSE EM ISTAMBUL

Aeroporto – Estação Havalimani – M1 (metrô)

Rodoviária – Estação Otogar – M1 (metrô)

Gran Bazar – Estação Beyazit – T1 (Tram)

Sultanahmet (principal bairro turístico onde se localizam a Mesquita Azul, Basílica de Santa Sophia, Palácio Topkapi, Hipódromo, etc) – Estação Sultanahmet – T1 (Tram)

Mercado Egípcio e Ponte Gálata – Estação Eminonu – T1 (Tram)

Torre Gálata – Estação Karakoy - T1 (Tram)

Palácio Dolmabahçe – Estação Kabatas - T1 (Tram)

Praça Taksim (área de comércio na Av. Istiklal) - Estação Kabatas - T1 (Tram) + funicular - F1


TRANSFER

Em muitos lugares funciona o serviço conhecido como Transfer ou Shuttle. Se paga uma quantia justa para deslocamentos em vans coletivas nos horários determinados. Podem ser contratados nas agências de turismo, aeroportos, rodoviárias e nos hotéis/hostels. 

Um serviço de Transfer muito útil é o que leva ao Aeroporto Sabiha Dokcen. Normalmente se chega em Istambul pelo Ataturk Havalimani (lado ocidental de Istambul) e, para pegar um vôo para outra região da Turquia, por exemplo a Capadócia, é necessário se deslocar até o Sabiha Dokcen (lado oriental de Istambul) que dista cerca de 60 Km do Aeroporto Ataturk. Não há linha de metrô até lá. O valor do Transfer custava 25 LT por pessoa (2013) a partir de Sultanahmet e a duração 1h 30min dependendo do horário e do trânsito.

Outro Transfer muito utilizado é o da Capadócia. Se chega pelo Aeroporto de Kayseri ou Nevsehir, e de lá até a área turística nos arredores de Goreme, existem serviços de Transfer a serem contratados em agências ou hotéis.


HAVALIMANI (AEROPORTO)

Voar na Turquia não é tão caro como no Brasil, exceto se você estiver num balão da Capadócia. Existem diversas empresas Low Cost disponíveis para encurtar a distância no longo território turco, principalmente se as passagens forem compradas com antecedência, podendo ser vendidas a valores semelhantes das passagens de ônibus.

As empesas Low Cost operam principalmente para a Capadócia


Em Istambul, as empresas Low Cost operam do Aeroporto Sabiha Gokcen, na parte oriental da cidade, ficando bem distante da área turística e da principal porta de entrada ao país: O Aeroporto Ataturk. O translado de táxi entre os dois aeroportos pode custar mais de 120 LT ou menos num serviço de Transfer.  A Turkish Airlines, empresa que mantém grande monopólio no país, opera vôos para outras regiões da Turquia a partir do Aeroporto Ataturk, porém com valores superfaturados, tornando o Transfer + Empresa Low Cost (como a Pegasus) um meio mais econômico de viagem aérea.

Sites de empresas que operam na Turquia:

ANADOLU JET   www.anadolujet.com/aj-en
ATLAS JET   tablete.atlasjet.com
PEGASUS AIRLINES   www.flypgs.com
TURKISH AIRLINES   www.turkishairlines.com


TAKSI (TAXI)

O táxi tem o valor similar ou até mais barato que em muita cidade grande no Brasil. Funciona com taxímetro. Dica para simular preço de táxi na Turquia: acesse www.taksimetrik.com 

Dica atualizada: Recentemente foi criada uma nova ferramenta para calcular tarifas de táxi e planejar rotas para as áreas metropolitanas na Turquia, como Istambul, Ancara, Izmir, Antalya, etc. O seu nome é taksiyle.com e vale a pena testar para se ter o esboço dos preços da corrida de táxi.


DOLMUS (VANS)

Transporte informal que complementa o transporte público. Sempre haverá um dolmus ligando as cidades ou bairros que se espera conhecer, porém, deve-se atentar para o horário de funcionamento pois a maioria não está disponível depois de meia noite. 


OTOBUS (ÔNIBUS)

Nas linhas municipais os ônibus são novos e espaçosos, permitindo levar mochilas sem problema, de forma confortável, exceto é claro no horário de rush que é cheio como em qualquer lugar. Fique atento que em muitos lugares, o ticket deve ser comprado em guichês próximos ao terminal, sendo que o motorista não recebe o dinheiro da passagem. 

Passagem pelo movimentado terminal de Ankara, a capital turca


Nas linhas intermunicipais e interestaduais... é uma maravilha! Carros grandes, espaçosos, com telas individuais que transmitem uma certa programação, serviço de bordo, lanches, água, etc. Só falta uma coisa essencial: o banheiro! Raramente se encontra ônibus que possuam banheiro na Turquia, mesmo em viagens de mais de 12 horas. O jeito é aproveitar as várias paradas que o ônibus faz para se aliviar... e geralmente esses banheiros são pagos (1 LT).

Curiosidade: Devido a reflexos da cultura islâmica, homens e mulheres que viajam sozinhos são separados por sexo nos assentos dos ônibus, independente do assento que foi comprado. Se você for homem e comprou um assento com excelente vista na janela, mas o assento do seu lado foi ocupado por uma mulher viajando sozinha, com certeza você será  convidado a mudar de lugar.

Mulher muçulmana usando fones de ouvido (!) e assistindo a telinha do ônibus


Uma dica para se ter noção da disponibilidade,  horário e preços de ônibus na Turquia é o site www.obilet.com que, inclusive, possui app para IOS. Útil para planejamento, mas quase impossível de efetuar compras fora da Turquia (se alguém conseguir, me avisa).


RENT A CAR

Existem várias agências de Rent a Car de renome, como a Hertz, Avis, Europcar, etc. Achei muito mais econômico alugar em particulares. A dica para conseguir alugar informalmente é perguntar em hotel ou pensyon. Também atente sobre o combustível, pois os carros à gasolina são mais baratos, porém menos econômicos que os carros à Diesel. Consegui carros bons a Diesel de 100 a 120 LT a diária.


COMO COMPRAR PASSAGEM

Quando a opção não inclui máquinas de auto atendimento, e se você não fala nada de turco (mesmo o inglês não é muito útil em algumas regiões), o jeito é falar como índio. Frases úteis:

- Otogar nerede = Onde é a rodoviária?
- Bilet ne kadar = Quanto é a passagem?
- Benzin = Gasolina
- Diza = Diesel


MEU ROTEIRO

Confira o roteiro pelos principais pontos turísticos e arqueológicos em: MISSÃO TURQUIA


Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Anterior Proxima Página inicial

Reservas na Asia

trazy.com

Promoção! Reserve aqui

Booking.com

Se inscreva no canal

Clique aqui para seguir no

Pesquise o seu destino aqui

Booking.com

Leia Também

Notícias de Viagens

Viagens pelo Mundo

Sobre o autor

Sobre o autor
Renan tem 35 anos, é carioca, mochileiro, torcedor do Botafogo, historiador e arqueólogo amador. Gosta de viajar, fazer trilhas, academia, ler sobre a história do mundo e os mistérios da arqueologia, sempre comparando os lados opostos de cada teoria. Cada viagem que faz é fruto de muito planejamento e busca conhecer o máximo de lugares possíveis no curto período que tem disponível. Acredita que a história foi e continua sendo distorcida para beneficiar alguns grupos, e somente explorando a verdade oculta no passado é que se consegue montar o quebra-cabeça do mundo.

Total de visualizações