Chapada Diamantina: Como chegar?

Traslado Rio de Janeiro x Vale do Capão 


Semana de natal e as pessoas naquela correria desenfreada para comprar presentes, comprar a comida da ceia, comprar roupas novas para a ceia, comprar, comprar, comprar (sem esquecer das filas). Ah sim, o décimo terceiro está aí para isso! 

Pois é, eu sou uma pessoa que vê o natal apenas como mais uma convenção social aliado ao interesse do comércio. Isso sem falar que a data de 25 de dezembro é uma data de culto solar bem antiga, bem diferente dos motivos que é usada atualmente. Mas, para não desviar o foco do assunto, já que estamos falando de presente, resolvi me dar um presente realmente gratificante: Uma viagem à Chapada Diamantina!

A Chapada era um objetivo antigo mas que me custaria tempo. Como eu teria uma semana de recesso em dezembro, escolhi este período (natal) para cumprir essa missão. Considero esta uma das melhores épocas para viajar, afinal, a maioria das pessoas passa o período em casa ou na casa de familiares. É tranquilo para conseguir vagas onde quer que se viaje. Já o réveillon é bem diferente, prefiro ficar por perto de casa...


PARTIDA PARA SALVADOR

Para chegar na Chapada Diamantina a partir do Rio de Janeiro é preciso passar por Salvador pois não existe nenhum transporte direto. Um ônibus para Salvador dura mais que 25 horas e eu ainda teria que encarar mais umas 6 ou 7 horas para chegar na Chapada. Só a ida duraria praticamente dois dias, além de que o preço da passagem de ônibus sai quase o mesmo da passagem aérea comprada por antecedência (ou mais caro). Comprei passagem pela TAM, saindo num sábado de manhã. 

A viagem aérea dura umas 2 horas para Salvador a partir do Rio de Janeiro

Estádio Barradão do Vitória visto do avião


TRANSPORTE NO AEROPORTO DE SALVADOR

O sistema de transporte em Salvador não é muito eficiente, mas sempre existe uma forma de economizar. A distância do aeroporto para a rodoviária é de 23 Km. O preço tabelado de táxi varia entre R$ 71 a 78. Mais tarde eu conheci um senhor que chegou a pagar R$ 120 de táxi para a rodoviária. O meio de se economizar é ir de ônibus comum.

Ao sair do salão de desembarque, é só seguir andando para dentro do estacionamento do aeroporto até a saída, cruzando umas três pistas. Ao sair, vire a direita e em alguns metros existe um ponto de ônibus. 

Ponto de ônibus do lado de fora do estacionamento do aeroporto


Existem algumas linhas que ligam o aeroporto à cidade, mas a que interessa para se chegar na rodoviária é a linha 1021 São Joaquim-Aeroporto. Outra opção é pegar um ônibus para a Estação Mussurunga e, de lá, pegar outro. Para chegar na rodoviária se deve descer na Estação Iguatemi - um terminal que fica entre o shopping e a rodoviária e é ligado através de uma passarela. Uma terceira opção para se chegar no terminal Iguatemi é a linha que vai para "Tinga", usei esta no retorno, porém é bom perguntar antes ao motorista/cobrador se passa naquele terminal.

Algumas das linhas de ônibus que passam no ponto do aeroporto


Acabou que fui convidado por um amigo que mora em Ondina a esperar na casa dele até o horário do embarque na rodoviária, para isso, peguei o ônibus 1001 Aeroporto-Praça da Sé. Todos os ônibus tinham a passagem custando R$ 2,80 (dezembro 2014).

A linha 1001 é bem conservada e tem espaço para bagagem


ESPERA EM SALVADOR

Fiquei perto da Rua Adhemar de Barros, mais conhecida como a "rua das gordinhas". Pedi para o cobrador me avisar onde descer, ele fez isso sem problemas. Achei o povo baiano bem prestativo ao se pedir informações.

Estátuas das gordinhas bailarinas


Sol, mar e brisa na praia de Ondina


O sol já se preparava para se pôr, formando um visual paradisíaco


EMBARCANDO NO ÔNIBUS PARA A CHAPADA

Às 23h sairia meu ônibus em direção à cidade de Palmeiras na Chapada Diamantina. O destino da Chapada mais acessível de Salvador é a cidade de Lençóis, porém planejei chegar por Palmeiras, que é mais longe, e retornar por Lençóis mesmo. Viajei no ônibus da empresa Rápido Federal, comprado no site Real Expresso. A empresa Águia Branca também presta serviço para algumas cidades da Chapada. 


Rodoviária cheia no sábado antes do natal

Como eu comprei a passagem pela internet, tive que trocar o voucher com 1h de antecedência no guichê da empresa. Todas as agências ficam no andar superior da rodoviária. Nesta hora existe a cobrança de uma taxa de embarque (R$ 1,50) e se recebe um cartão de acesso nas catracas do terminal de embarque.

Guichê da empresa Rápido Federal

A viagem durou 6h até a cidade de Lençóis e 7h até a cidade de Palmeiras, a oeste da Chapada Diamantina, onde então eu desembarquei. O destino final deste ônibus é a cidade de Seabra.

Chique no mapa para ampliar


CHEGADA EM PALMEIRAS

A cidade de Palmeiras é apenas a porta de entrada na Chapada. Meu verdadeiro destino é o vilarejo de Caeté-Açu, no Vale do Capão. Não existe ônibus direto de Salvador, por isso desci em Palmeiras para pegar outra condução. Existem vans e kombis e fazem o trajeto Palmeiras x Caeté-Açu cobrando R$ 10 por pessoa. O percurso dura 40 minutos.

Na mesma "rodoviária" que se desembarca em Palmeiras, estão as vans fazendo lotação para o Vale do Capão


O horário de saída dessas vans/kombis para o Vale do Capão costuma ser nos seguintes horários: 06h30 / 14h30 / 19h30 / 00h00. Como só tinham dois carros quando eu cheguei, procurei me antecipar e ocupar logo o veículo para partir.

As ruas da pequena cidade de Palmeiras


Não existe asfalto na estrada de entrada no Vale do Capão


Um outro meio de se chegar à Chapada Diamantina é através do aeroporto localizado próximo a cidade de Lençóis, com vôos diretos de Salvador. É claro que esta opção é a mais cara de todas. 

Clique para ampliar o mapa da Chapada Diamantina



MEU ROTEIRO

Roteiro completo: MISSÃO CHAPADA DIAMANTINA

Próximo: VALE DO CAPÃO


Para seguir a FANPAGE no Facebook, clique aqui.

 
Para acessar o GRUPO no Facebook, clique aqui.
Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Anterior Proxima Página inicial

Reservas na Asia

trazy.com

Promoção! Reserve aqui

Booking.com

Se inscreva no canal

Clique aqui para seguir no

Pesquise o seu destino aqui

Booking.com

Leia Também

Notícias de Viagens

Viagens pelo Mundo

Sobre o autor

Sobre o autor
Renan tem 35 anos, é carioca, mochileiro, torcedor do Botafogo, historiador e arqueólogo amador. Gosta de viajar, fazer trilhas, academia, ler sobre a história do mundo e os mistérios da arqueologia, sempre comparando os lados opostos de cada teoria. Cada viagem que faz é fruto de muito planejamento e busca conhecer o máximo de lugares possíveis no curto período que tem disponível. Acredita que a história foi e continua sendo distorcida para beneficiar alguns grupos, e somente explorando a verdade oculta no passado é que se consegue montar o quebra-cabeça do mundo.

Total de visualizações