Inicio » » Celular descarregado será "barrado" nos vôos para os EUA

Celular descarregado será "barrado" nos vôos para os EUA

TSA define novo protocolo que impedirá a entrada de aparelhos que não ligam nos vôos para o país



A TSA (Transportation Security Administration) anunciou que parte do novo protocolo aos aeroportos internacionais terá a exigência de que os passageiros de vôos para os Estados Unidos embarquem com seus aparelhos celulares e demais eletrônicos com a bateria cheia, sendo possível ligá-los para testes de segurança.

Aparelhos descarregados ou impedidos de serem ligados terão a proibição de entrada nesses vôos.  Poderá acontecer de você estar com um compromisso agendado, férias com reservas, passagem comprada e, na hora da entrada, ter que escolher se não embarca ou deixa seu laptop no aeroporto.

Essas medidas reforçadas de segurança, segundo a agência, visam impedir uma possível ação terrorista em que telefones celulares, tablets ou laptops venham a ser usados como dispositivos explosivos. Tudo isso devido à nova geração de bombas sendo desenvolvidas para atentados por terroristas sediados no Iêmen e Síria.



Aos viajantes será solicitado ligar seus aparelhos nos pontos controle de segurança, durante o embarque, para se certificarem de que o eletrônico não oferece risco à segurança durante o vôo.

As medidas de segurança no embarque para os EUA são intensificadas, principalmente, em vôos provenientes da Europa, Oriente Médio e África. Por enquanto não serão aplicadas em vôos domésticos.

Mesmo com bateria "full", nada impede de acontecer outros security checks em caso de suspeita.






Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Anterior Proxima Página inicial

Reservas na Asia

trazy.com

Promoção! Reserve aqui

Booking.com

Se inscreva no canal

Clique aqui para seguir no

Pesquise o seu destino aqui

Booking.com

Leia Também

Notícias de Viagens

Viagens pelo Mundo

Sobre o autor

Sobre o autor
Renan tem 35 anos, é carioca, mochileiro, torcedor do Botafogo, historiador e arqueólogo amador. Gosta de viajar, fazer trilhas, academia, ler sobre a história do mundo e os mistérios da arqueologia, sempre comparando os lados opostos de cada teoria. Cada viagem que faz é fruto de muito planejamento e busca conhecer o máximo de lugares possíveis no curto período que tem disponível. Acredita que a história foi e continua sendo distorcida para beneficiar alguns grupos, e somente explorando a verdade oculta no passado é que se consegue montar o quebra-cabeça do mundo.

Total de visualizações