Inicio » , , » Itália: SIENA, A MAJESTOSA E BELA CIDADE

Itália: SIENA, A MAJESTOSA E BELA CIDADE


A cidade que disputou beleza com Florença


Para quem pretende conhecer o interior da Toscana, nada melhor do que dirigir nas estradas que levam a Siena. Belas paisagens e contato com a natureza são certeza de  serem vistas.


DIREÇÃO À SIENA

Chegando em Siena, estacionei num estacionamento próximo às escadas rolantes para o centro histórico, Estacionamento San Francesco. As atrações históricas ficam no alto, eu entrei pela Porta Ovile. Os preços já não eram muito convidativos como outras cidades, sendo 2 euros a hora de permanência do carro.

Para subir para a cidade histórica, ao sair do estacionamento, tive que atravessar a rua e encarar as escadas rolantes. Detalhe: logo na entrada, antes das escadas, existe banheiro disponível (grátis!) do lado esquerdo.

Perto dali, está a estação de trem de Siena, outra opção para se chegar na cidade, principalmente para quem está em Florença.

As estradas de Siena são as mais bonitas da Toscana


No caminho, belas igrejas à beira da estrada


Casas de campo cercada de arbustos verticais são comuns


Já dentro de Siena, o antigo e o moderno dividindo espaço


CENTRO HISTÓRICO DE SIENA 

Segundo a lenda, a cidade foi fundada por Sénio (filho de Remo, da dupla mitológica Romulo e Remo). Foi um povoado etrusco e depois colônia romana. Siena disputava no campo das artes com as cidades vizinhas, principalmente Florença. Porém, com o advento da Peste Negra (1348), nunca recuperou o seu esplendor.

Do lado externo da Porta Ovile fica o Museu Diocesiano de Arte Sacra e Oratório de São Bernardino. O franciscano Bernardino, popularizou a busca do divino pela via espiritual de invocação, como acontece no mantra hinduísta, no nembutsu budista e no dhikr do islã. São Bernardino pregou na praça central de Siena de tal forma que provocou fervor religioso e devoção ao nome de Jesus, isso incentivou o conselho municipal a colocar o monograma do nome de Jesus (IHS ou "Jesus salvador dos homens") na fachada do prédio do governo. Outros cidadãos também pintaram o monograma nas fachadas de suas casas, como até hoje se pode ver na cidade.

Oratório de São Bernardino


Portão Ovile


Entrando pela porta, logo se percebe o clima histórico único de Siena, com a característica de ruas estreitas e prédios altos, com 5 andares em média, e uns muito mais altos.

Segui pela Via Vallerozzi até chegar na Via Montanini, onde estão grandes lojas e é bastante movimentada. Caminhando pela esquerda, se passa pelas pequenas Piazza Salimbeni e Piazza Tolomei, continuando, se chega na Loggia della Mercanzia e sua arquitetura mista do gótico com renascentista, construída de 1417 a 1444. Ao lado se encontra um beco de passagem para a Piazza del Campo. 

Passagens estreitas entre prédios altos para a época de construção


Construções imponentes e detalhadas


Loggia della Mercanzia


PIAZZA DEL CAMPO 

Uma das praças mais bonitas da Itália, a Piazza del Campo possui a forma de uma concha voltada para o Palazzo Pubblico (que fica na parte baixa e era a câmara municipal ou prefeitura do século 14) e sua Torre del Mangia (102 m).

Uma das praças mais bonitas da Itália e sua torre de 102 metros de altura


A rivalidade de Siena, principalmente com Florença, fez com que os governantes buscassem embelezar a cidade para aumentar o orgulho do povo (parece até brincadeira se compararmos com os governantes brasileiros e nossa atual realidade de depreciação das artes), e era comum demonstrar poder com uma arquitetura urbana politizada. Para o projeto da Piazza del Campo, teve-se que liberar o espaço de dois campos: Campo San Paolo e o Campo del Fiori. Compraram os jardins e casas, construíram um muro alto para proteger o lugar da água que invade regularmente no outono e inverno, o comércio foi reorganizado ao remover comerciantes de vinho, talhantes, lavradores e mercados para próximo das portas das muralhas. Porém houve demora de mais de 50 anos nas expropriações realizadas, fazendo com que o esgoto e o lixo fossem normalmente jogados no terreno. Após o término da construção, esta praça foi severamente cuidada, usando guardas para monumentos (os custodes) e leis para a proteção. Em 1262, foram criados regulamentos urbanos para a praça, como proibir a vagabundagem, prostituição, cavalgadas, armas e amamentar bebes.

 Palazzo Pubblico


 A inclinação da praça foi projetada


 O chão da praça é divido em nove setores, marcados com pedras brancas, simbolizando o Conselho dos Nove, com sede no Palazzo Pubblico. No lado oposto do Palazzo está a Fonte Gaia, esculpida por Jacopo della Quercia entre 1409 e 1419. Ao lado da fonte, está uma torneira de água potável, nem precisa dizer que eu economizei uns euros enchendo uma garrafa de 2 litros lá!

Do lado direito da fonte existe uma torneira de água potável


PALIO DE SIENA 

Quem estiver em Siena em 2 de julho ou em 16 de agosto, vai poder vivenciar essa festa popular que acontece desde o século 17 na Piazza del Campo, duas vezes por ano (3 em anos de jubileu). A festa se resume numa competição entre bairros em que 10 cavalos são sorteados entre as 17 contradas (bairros) que possuem seus próprios hinos, cores, trajes e bandeiras. O vencedor é o primeiro cavalo que der 3 voltas na praça (mesmo que o jóquei tenha caído). A premiação é um Pálio (espécie de estandarte) diferentemente criado para cada corrida.   

 Pintura antiga que mostra o Pálio na Piazza del Campo


CATEDRAL DE SIENA 

Subindo pela rampa que fica à esquerda de quem olha para a Fonte Gaia, e caminhando pela Via dei Pellegrini, se chega na parte de trás da Catedral de Siena, subindo a escadaria em direção ao Batistério de São João, ou se contornando a rua, está a frente da catedral. Na minha opinião, esta Igreja é uma das mais belas obras arquitetônicas deste estilo na Itália (acompanhada do Duomo de Milão, Santa Maria del Fiore em Florença, Duomo de Pisa e Basílica de São Pedro no Vaticano).

Projetada e construída entre 1215 e 1263 no local de uma estrutura antiga. Tem a forma de uma cruz Latina, um cúpula e uma torre de sinos. O exterior e o interior são feitos de mármore preto e branco, as cores simbólicas de Siena, derivadas dos lendários cavalos dos fundadores da cidade, Senius e Aschius.

Ao redor também estão o Museu dell'Opera Metropolitana del Duomo e o a sede da Provincia de Siena.

O ingresso para a visitação era de 12 euros, na ocasião que estive lá, dá direiro a visitar, além da Catedral, a Biblioteca Piccolomini, o Museu dell’Opera, o Panorama dal Facciatone, a Cripta, e o Batistério. Funcionamento:
- De 10h30 às 19h00 (1 de março a 2 de novembro)
- De 10h30 às 17h30 (3 de novembro a 28 de fevereiro)
- De 10h30 às 18h00 (26 de dezembro a 6 de janeiro)
- Mais informações e reserva online aqui.

Na rua lateral está o batistério da Catedral


Catedral de Siena


Uma das igrejas mais bonitas da Itália


Em 1288, o vitral redondo colocado no limite quadrado foi instalado a partir de desenhos de Duccio.


A porta de bronze criada por Enrico Manfrini é recente e datada de 1958


Monumento representando Rômulo e Remo. Conta a lenda que Senius e Aschius, filhos de Remo, fundaram Siena


Detalhes arquitetônicos que misturam cores com o contraste do preto/branco


A fachada é repleta de pinturas e esculturas de anjos, apóstolos e filósofos


Constantes reformas buscam preservar esse monumento histórico


 Panorama dal Facciatone com visitas para a observação panorâmica da cidade


 Sede da Província de Siena


PINACOTECA NACIONAL 

Descendo a rua da praça do Duomo, seguindo pela via San Pietro, está a Pinacoteca Nacional de Siena. O valor do ingresso, na ocasião, era 4 euros e o funcionamento:
- De 08h30 às 13h30 (dom e seg)
- De 08h15 às 19h15 (ter a sab)
Mais informações da pinacoteca aqui.


PARTIDA PARA VOLTERRA 

Na caída da noite segui em direção à Pisa onde seria meu pernoite, porém resolvi parar numa cidade pelo caminho: a sombria Volterra, a 54 Km. Esta pequena cidade no alto de uma colina ficou famosa através da Saga Crepúsculo, onde supostamente abrigaria uma antiga dinastia de vampiros.

Leia mais em: Volterra 


GASTO (abril 2014) 

- Estacionamento (3 horas) – 6 euros 


LINKS ÚTEIS 

Comune di Siena - http://www.comune.siena.it/


MEU ROTEIRO

Anterior: AREZZO

Roreiro completo: MISSÃO ITÁLIA

Próximo: VOLTERRA
Comentários
0 Comentários

0 comentários :

Postar um comentário

Anterior Proxima Página inicial

Reservas na Asia

trazy.com

Promoção! Reserve aqui

Booking.com

Se inscreva no canal

Clique aqui para seguir no

Pesquise o seu destino aqui

Booking.com

Leia Também

Viagens pelo Mundo

Sobre o autor

Sobre o autor
Renan tem 35 anos, é carioca, mochileiro, torcedor do Botafogo, historiador e arqueólogo amador. Gosta de viajar, fazer trilhas, academia, ler sobre a história do mundo e os mistérios da arqueologia, sempre comparando os lados opostos de cada teoria. Cada viagem que faz é fruto de muito planejamento e busca conhecer o máximo de lugares possíveis no curto período que tem disponível. Acredita que a história foi e continua sendo distorcida para beneficiar alguns grupos, e somente explorando a verdade oculta no passado é que se consegue montar o quebra-cabeça do mundo.

Total de visualizações